Kobe Bryant: relembre a trajetória empreendedora do astro do basquete

Ex-jogador morreu aos 41 anos no último domingo (26). Ao longo da carreira, fundou duas empresas e teve investimentos de destaque no mercado

O ídolo do basquete norte-americano Kobe Bryant, que faleceu aos 41 anos em um acidente de helicóptero na Califórnia no domingo (26), tem um histórico de sucesso não apenas nas quadras, mas também no mundo dos negócios.

O astro começou a carreira empreendedora no mercado financeiro em 2013, quando ainda estava na ativa no basquete. Ele é cofundador da empresa de capital de risco Bryant Stibel, em parceria com o fundador da Web.com, Jeff Stibel.

 

Empresas do ramo financeiro e até um Oscar

A CNN Business avalia que Bryant seguiu os passos de outras lendas do esporte que conseguiram transformar as habilidades desenvolvidas na quadra em sucesso nos negócios. A publicação toma como exemplo o jogador Earvin “Magic” Johnson, que era um dos mais famosos nos anos 80, quando fundou a própria empresa de investimentos, Magic Johnson Enterprises, e investiu em uma série de negócios que iam do Starbucks ao aeroporto LaGuardia, em Nova Iorque.

Atualmente, a empresa de capital de risco de Kobe Bryant possui mais de US$ 2 bilhões em ativos, com investimentos em dezenas de negócios de tecnologia, mídia e dados. A companhia tem saídas bem sucedidas de empresas como Dell e Alibaba. Também possui investimentos na Epic Games, criadora do Fortnite, na empresa de pagamentos digitais Klarna e na empresa de produtos domésticos The Honest Company.

Além do empreendimento no ramo financeiro, Bryant fundou, em 2016, a empresa especializada em mídia esportiva Granity Studios. A companhia foi responsável pelo lançamento do curta-metragem “Dear Basketball”, que ganhou o Oscar na categoria de animação em curta-metragem em 2018. A Granity Studios também tem uma divisão de livros para jovens adultos e foi responsável pela publicação da autobiografia do atleta.

Bryant tinha ainda investimentos na bebida esportiva Body Armour, que em 2018 aumentou sua avaliação de mercado ao vender uma participação para a Coca-Cola.

 

Garoto propaganda

Boa parte dos rendimentos de Bryant também vinham de sua própria marca licenciada. Conhecido no basquete como “Black Mamba”, ele iniciou a construção da sua marca como atleta com a parceria da Nike, em 2003.

Ele fazia parte de um grupo de elite de jogadores da NBA que assinaram com a empresa naquele ano, incluindo LeBron James e Carmelo Anthony. A estratégia da empresa era fortalecer a presença no basquete, após a aposentadoria de Michael Jordan em 2003. Em 2016, a Nike instituiu o “Dia do Mamba” para homenagear a aposentadoria de Bryant.

Por muito tempo, o atleta foi a imagem da NBA para expandir a audiência do esporte para além dos Estados Unidos. Ao longo da carreira, ele também colecionou acordos com várias outras marcas, como McDonald’s, Sprite, Nintendo e Turkish Airlines.

 

Fonte: Revista Pequenas Empresas Grandes Negócios

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *