Posts

TikTok é usado para recrutamento na Nestlé Brasil e até no exército dos EUA

Candidatos jovens, criativos e com habilidades relacionadas a vídeos se destacam no app chinês

A popularidade do aplicativo chinês TikTok está crescendo de tal forma que a ferramenta está sendo usada não apenas como rede social, mas também no ambiente corporativo. Na última quinta-feira (23), a Folha de S. Paulo revelou que a Nestlé Brasil está conduzindo uma seleção para o cargo de gerente de marketing da marca Nescau por meio do app da ByteDance.

“Pensar no formato do vídeo, produzir e se vender em um vídeo criativo no TikTok já será o primeiro desafio do candidato. Buscamos um perfil criativo, um profissional que queira fazer cosias novas e superar limites”, diz Abner Bezerra, Head de Marketing de Bebidas da Nestlé Brasil. Nesta etapa, o processo de recrutamento é interno. Caso a vaga não seja preenchida, ele será aberto para pessoas de fora da companhia.

Este não é um caso isolado de uso do Tiktok para seleção. O aplicativo, que foi o segundo mais baixado do mundo em 2019, foi utilizado internacionalmente como ferramenta de recrutamento, inclusive pelo exército dos EUA.

 

Cases internacionais

Em Dortmund, na Alemanha, um hospital municipal utiliza sua conta no TikTok desde o primeiro semestre de 2019 para alcançar profissionais da saúde. “Não visitamos feiras, não distribuímos folhetos. Os candidatos nos dizem que nos encontram nas redes sociais, sem exceção”, afirma Marc Raschke, head de comunicações do Klinikum Dortmund, ao jornal DW.

Segundo a publicação, há falta de profissionais qualificados na área da saúde na Alemanha. No entanto, o Klinikum Dortmund ainda não sofre para procurar talentos, especialmente por sua presença no app chinês – muito popular entre os jovens. “Preenchemos todas as nossas 500 vagas atuais de trainee e, ao contrário de outras clínicas, ainda não tivemos que fechar as enfermarias devido à falta de mão-de-obra”, afirma o executivo.

Outros casos recentes de uso do TikTok para recrutamento aconteceram no serviço militar. Como a procura de talentos neste setor prioriza jovens, o app chinês tornou-se especialmente relevante. Em outubro do ano passado, foi noticiado na imprensa dos EUA que o exército norte-americano utilizava uma conta na rede social para alcançar potenciais recrutas.

“Meus recrutadores acham extremamente útil, quando se trata de montar vídeos curtos, promover o exército e divulgar uma mensagem de recrutamento”, diz o General Frank Muth, líder do comando de recrutamento do exército norte-americano. Ao final de dezembro, no entanto, as autoridades do país ordenaram que a instituição parasse de usar o TikTok por questões de segurança nacional.

Em caso semelhante, o exército britânico também vem usando o TikTok para alcançar jovens do país. A conta BritishArmyHQ tem mais de 50 mil seguidores e aproxima o exército da sociedade civil.

 

Fonte: StartSe